7 sexta-feira , agosto , 2020
Novidades
Eleições 2016 para Prefeitos e Vereadores.  Grande desafio para os eleitores!

Eleições 2016 para Prefeitos e Vereadores. Grande desafio para os eleitores!

O calendário eleitoral prevê o primeiro turno das eleições municipais de 2016, no dia 2 de outubro, primeiro domingo do mês, que elegerão em todo o país prefeitos e vereadores. O segundo turno para eleição de prefeitos ocorrerá dia 30 de outubro, nas cidades com mais de 200 mil eleitores, nas quais o candidato mais votado no primeiro turno não alcançou 50% dos votos mais um.

Essa é a oportunidade que temos para decidir o futuro do país pelos próximos quatro anos, uma vez que os mandatos dos eleitos terão essa duração. Portanto, o desafio para escolher em quem votar é muito grande. Antes de votar é importante pesquisar sobre a trajetória do candidato, buscar informações concretas que permitam fazer uma escolha consciente. Hoje a própria internet auxilia nessa busca, caso não haja a facilidade de contatar pessoas que conheçam o trabalho, o desempenho do candidato. Além disso, pesquisas do IBOPE, habitualmente divulgadas, nos informam índices que podem contribuir para formar ou amadurecer nossa opinião.

Certamente, o candidato eleito deverá ter o seu mandato acompanhado pela população que tem o direito e o dever de cobrar promessas feitas na propaganda política, reivindicado mais resultados nas políticas públicas, inclusive quanto à utilização de recursos financeiros públicos, que devem possibilitar maior acesso à saúde, à educação, à moradia, à segurança pública, entre outros direitos do cidadão.

As adversidades política e econômica que o país tem vivido nos últimos tempos, tem se pautado, na maioria das vezes, nas atitudes de políticos despreparados para garantir o equilíbrio da nação brasileira e, infelizmente, na corrupção.

Apesar de tais adversidades e de que, talvez nesse momento, grande parte dos brasileiros não gostaria de ter a obrigatoriedade de votar, não se pode esquecer que o voto é a oportunidade de escolher. E que maior envolvimento dos cidadãos brasileiros, votando e cobrando resultados pode contribuir para melhorias nas políticas públicas que interferem no dia a dia de cada um.