17 segunda-feira , dezembro , 2018
Novidades
Início do horário de verão será em 4 de novembro

Início do horário de verão será em 4 de novembro

Para aproveitar melhor a luz natural durante a primavera e o verão, em que os dias são mais longos que a noite, ou seja, o sol surge mais cedo e se põe mais tarde, foi instituído o Horário Brasileiro de Verão.

A medida, que adianta o relógio em uma hora, divide opiniões. Há aqueles que adoram aproveitar a hora extra de sol no final do dia e aqueles que detestam acordar antes do amanhecer.

Tradicionalmente o horário de verão começa à meia-noite do terceiro domingo de outubro, porém este ano o início foi adiado para o primeiro domingo de novembro, ou seja, dia 4, após o segundo turno das eleições. A data chegou a ser postergada novamente, para 18 de novembro, em razão do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), mas o governo recuou da decisão e manteve o dia 4.

O ajuste nos relógios vigora até 17 de fevereiro de 2019 e vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

No Brasil o motivo mais forte para se adotar o horário de verão é a economia de energia, diminuindo a sobrecarga do sistema energético. Contudo, segundo divulgado pela mídia, a avaliação dos atuais impactos na redução do consumo e da demanda de energia ─ em estudos feitos em 2017 pelo Operador Nacional do Sistema (ONS) em conjunto com o Ministério de Minas e Energia ─ mostra que a adoção do horário de verão atualmente traz resultados próximos da neutralidade para o sistema elétrico. No final de 2017 foi aventada a possibilidade de abolir esse horário por não haver consenso quanto à relação deste com a economia de energia elétrica.

Por Maria de Augusta