21 quinta-feira , novembro , 2019
Novidades
IBGE aponta: expectativa de vida do brasileiro aumentou em 2017

IBGE aponta: expectativa de vida do brasileiro aumentou em 2017

Recente pesquisa divulgada pelo IBGE (29 de novembro) traz comparação de 1940 a 2017. Em 1940 foi detectada uma primeira fase de transição demográfica, em virtude do início da queda nas taxas de mortalidade.

De acordo com os dados apontados pela referida pesquisa a mortalidade infantil no período de 1940 a 2017 teve um declínio de cerca de 91,3%; passando de 146,6 por mil para 12,8 por mil. Entre um e quatro anos de idade observou-se, nesse período, redução de mortalidade de 97,2%, ou seja, baixou de 76,7 por mil para 2,2 por mil.

Por outro lado, no mesmo período, a expectativa de vida aumentou 30,5 anos, chegando a 76 anos, segundo essa pesquisa. Em 1940 a expectativa de vida ao nascer para o homem era 42,9 anos e para a mulher, 48,3 anos. Em 2017 a expectativa de vida do homem e da mulher passou, respectivamente, para 72,5 e 79,6 anos.

Um dado que assusta é a revelação de que homens de 20 anos em 2017 tinham 4,5 vezes mais chance de não completar 25 anos do que as mulheres. A hipótese aventada pela pesquisa é a maior incidência dos óbitos por causas externas ou não naturais que atingem mais a população masculina (acidentes de trânsito, homicídios, suicídios, etc.), relacionada ao processo de urbanização do país.

Diminuiu nos anos entre 1940 e 2017 a mortalidade feminina no período fértil, considerado de 15 a 49 anos. A probabilidade, segundo a pesquisa, de uma recém-nascida completar o período fértil em 1940 era de 573% e passou, em 2017, para 943%.

Houve também declínio dos níveis de mortalidade na fase adulta, considerado o intervalo de 15 a 60 anos. Em 1940, de 1000 pessoas que atingiram 15 anos, aproximadamente 535 pessoas completaram 60 anos de idade. Enquanto em 2017, de 1000 pessoas que completaram 15 anos, 863 chegaram à idade de 60.

Assim, a pesquisa aponta que a expectativa de vida dos idosos aumentou nesse período em 8,1 anos. A saber: em 1940, de cada 1000 idosos que atingiram os 65 anos, 259 atingiram os 80 anos ou mais. E, em 2017 de cada 1000 com 65 anos, 632 completaram 80.

Convém lembrar que um dos parâmetros usados para determinar o fator previdenciário no cálculo das aposentadorias do Regime Geral de Previdência Social no nosso país é a expectativa de vida dos brasileiros.

Por Maria Augusta